sexta-feira, março 05, 2010

Acordei meio Maysa

Para ler com esse botão apertado.

Solidão é bom e eu gosto. Tenho muita preguiça das pessoas, sou intolerante, não gosto de sair e tenho vergonha de quem vai pra "balada". Imagino que o céu seja uma cama enorme e confortável, uma TV de 58 polegadas LCD e um estoque infinito de DVDs. Considero o cachorro a companhia ideal. E olha que ele morde a minha cara e mija na sala.

Só que nem todo dia é assim. Nem todo dia eu tenho certeza que o céu é a solidão.

Eu sou viciada em The Sims e sempre achei muito chato aquela coisa de ter que ficar ligando pras pessoas senão elas deixavam de ser suas amigas e vc não conseguia a promoção. Só que na vida real também é assim né? Você tem que dar atenção pros amigos, senão eles somem mesmo. O André, persitente amigo há mais de 15 anos, diz que ser meu amigo é um exercício de baixa auto-estima. Porque eu esqueço aniversários, passo meses sem telefonar, não retorno ligações, não deixo recados no orkut. E é tudo verdade.

Mas é que nem sempre eu quero estar com pessoas. O que mata é a falta de pessoas com quem estar. E quanto mais o tempo passa, menos pessoas sobram para se estar. Porque elas casam, mudam, morrem, vão embora pra Passárgada ou simplesmente um dia vc se liga que não fala com aquela pessoa há tanto tempo que ela já não é mais sua amiga.

E é claro, tem a família, mas a família também tem sua própria família e seus próprios problemas e me faz pensar ainda mais que eu queria ter a minha própria família e tudo acaba saindo ainda pior.

E você se dá conta que simplesmente não tem pra quem ligar. E é meio foda admitir isso, proque eu sempre tive um milhão de amigos e bem mais forte pude cantar. E não tem muito o que fazer, né? Porque eu não acho que vá fazer novos amigos a essa altura da vida, sendo o ser tão sociável que sou, muito menos constituir uma família, sendo o ser tão traumatizado que sou. Talvez eu compre um papagaio, talvez eu adquira uma conta no Par Perfeito, talvez eu abrace uma causa.

Mas o mais provável é que eu não faça nada e vá jogar The Sims. Lá as coisas são bem mais fáceis de resolver.

13 comentários:

Fulano disse...

Saiba que você tem aqui um amigo que nao espera receber ligações, nao precisa de retribuição (mal ouviu sua voz... quem dirá cobrar que lembre do aniversario). Na verdade nem amigo é...

Mas está disposto a ser. To morando no Rio agora, deve ficar mais facil ir a Sampa tomar uma com você.

Momento Descontrol disse...

Mentchura que tu tá morando no RJ!!! Que notícia boa, poxa! Me escreve contando tudo?

Momento Descontrol disse...

E obrigada por ser a pessoa mais fofa e querida do mundo inteiro. é migo sim, como não?

Mandy disse...

oh moça, tenho oq eu batizei de preguiça social. Cansaço mesmo, mas ai acontece oq vc falou: não tem pra quem ligar, ou aquela pessoa q vc nao procura ha muito tempo nem é sua amiga mais. Acho dificil fazer, e principalmente manter amigos e nao acho isso ruim o tempo todo [mams no momento que me dou conta que to sozinha, é foda].

The Sims é legal, to só esperando eu trocar de pc pra comprar o 3 *-*

E sobre o ultimo post seu, vc comentou q ia arrumar um gatinho pra fazer companhia pro cachorrinho.. arrumou o gato? :P

Sabrina disse...

Ai, eu sou tão assim que me dói de ler. Por quê, hein? Mas tudo bem, você não liga, eu não ligo, ninguém se magoa :-D

Menina Eva disse...

Olha, eu quase nunca comento aqui (ando com preguiça até de comentar em blog!), mas esse eu não resisti. Parece que fui eu quem escreveu. E doeu, assim como disse a Sabrina. Será que estou/amos fazendo tudo errado, tudo certo ou vivemos de acordo com nosso tempo?

isa disse...

também sou assim, su, que nem vc. e talvez por isso, mesmo MESES sem te ver pessoalmente, ainda me sinto à vontade pra entrar aqui e comentar sua vida como se fosse sua vizinha de porta! :)

Momento Descontrol disse...

Isa, vc eu sei que é farinha do mesmo saco e vai ser sempre minha BFF. E cadê Olívia? Já estreou?

Eva, o duro é que eu me sinto mal por ser assim. Pelo menos quando me ligo o quão relapsa eu sou.

Sá, ó pra vc :¬¬

Mandy, ainda não arrumei o gatinho porque tá toda uma problemática pra botar as telas na minha varanda. Vc tem gatinhos pra doar?

Renata disse...

eu às vezes até me assusto com o tanto que eu gosto de ficar sozinha...

Márcio disse...

Vcs só podem estar de brincadeira sendo coniventes com esse post, preferir The Sims do que a vida real é triste, esse tipo de comportamente é um pulo pra depressão.
Sai desse casulo cidadã !!!!

LizandraMA disse...

Hummm... até eu descobri que ficar sozinha é bom. E melhor ainda é dizer isso com todas as letras: é muito libertador. Outra coisa muito boa é que os amigos também são assim e por isso quando a gente se encontra também é muito bom. Eu tenho um quintal cor de laranja e um pé de manjericão gigante, que rende um ótimo pesto. Agora que vc mora perto, um dia que der na telha vem aqui. O André, aliás, veio outro dia...

Momento Descontrol disse...

Liz, é só me chamar que eu vou. Mesmo! (vc só precisa me deixar levar o cachorro, que eu virei a Vera Loiola e não deixo o bicho sozinho em casa nunca)

Idiota disse...

Li esse texto logo que escrito e to aqui de faísca atrasada comentando só agora.
Esses dias me disseram que eu tinha um estilo Maysa. Não consegui identificar se foi elogio ou crítica. O fato é que a pessoa que descreveu aqui é bem mais comum atualmente do que vc imaginaria. Acabamos desenvolvendo esse ar blasé perante a vida e nos voltando cada vez mais ao nosso mundo quentinho e seguro. Esses tempos me chamaram de egocêntrica e eu pensei em me ofender, mas relendo esse texto seu agora e me enquadrando tanto, não sei mais se a pessoa estava assim tão errada.
(texto justificado por TPM)

bj!

(sentimos falta de seus comentários lá no Cagada. Tá tudo bem com vc?)