quarta-feira, setembro 10, 2008

Costume

Roubei da Stella. É só trocar galináceo verde por Nintendo DS e trânsito nojento de SP por modorra nojenta de Curitiba, e tcharãn: essa também é a minha vida.

"Pensando sobre como a gente se acostuma demais com as coisas da nossa vida. E digo não só as boas tipo brincar com meu galináceo verde mas também as ruins e nocivas...

Por exemplo por que raios São Paulo tem que ter um trânsito nojento a qualquer hora do dia, mesmo que cada dia que passa eu saia mais meia hora antes pra não atrasar? Por que os serviços são mal prestados e a gente se conforma? Por que todos os trabalhos do mundo tem picuinhas e coisas non sense e a gente reclama mas não faz nada pra mudar? Por que a gente briga com os pais eternamente mesmo sabendo que não muda nada?

Por que a gente acredita que carreira salva a nossa vida? Por que a gente sente culpa perante Deus se às vezes nem sabe se acredita nele? Por que a gente tem medo de admitir que tem medo? Por que a gente chora, diz que não sabe a razão só pra não pagar de loser? Por que a gente não se conforma em ser loser ao invés de caçar "alguém pior" pra servir de consolo? Por que a gente finge que é moderno se queria viver como nossos avós? Por que a gente finge que se interessa quando quer mais é ler uma piada ou mandar um e-mail para o namorado? Por que a gente se acha superior só porque tem um cargo ou uma posiçãp superior perante um grupo?

Por que a gente fica neurótico com horários e esquece de ser neurótico com o tempo pros nossos amigos, pessoas que amamos de verdade e não o prospect, network etc? Por que a gente não vive nossos sonhos e manda o resto pra merda?"

Não sei por que. Só sei que odeio.

2 comentários:

Stelline disse...

Ai que honra, eu fui citada! \o/
Tks, Su... E que um dia a gente triunfe sobre o mundinho merda...

Beijomeliga disse...

Te digo que também não sei o porquê e que também odeio. Mas amo de paixão o que você escreve.
Dá um autógrafo?