quarta-feira, março 04, 2009

Inveja, grandes merdas

BBB está eletrizante, como vocês, pessoas antenadas, inteligentes e ocupadas como eu, devem estar acompanhando. Eu me emociono todos os dias, mas não estou pessoalmente envolvida com nenhum participante, não tenho um favorito. Até da Prianha ando meio de bode. Então, eu não adoro ninguém, mas eu odeio algumas pessoas. Odeio com todas as forças do meu coração. Flávio (grande decepção). Naná. Cadela do nariz de batata. Josi. Odeio.

E este é o grande serviço que o BBB presta a mim, pessoalmente. A possibilidade de canalizar meu ódio e meu desprezo a seus participantes e não a pessoas da vida real. Percebo que durante o programa todos os meus relacionamentos melhoram, porque eu fico ocupada demais com os relacionamentos DELES, para estragar os meus. Obrigada, Boninho. Obrigada, Bial. Obrigada, Brasil.

Essa semana, em particular, estou tensa com a briga entre a Fran e a cachorra do nariz de batata, cujo nome me recuso a pronunciar, porque eu vomito. Eu gosto da Fran. Ela é engraçada e boba e eu caguei se tudo aquilo que ela faz é real ou não. Porque me faz rir e é pra isso eu assisto aquilo lá, pra rir e pra chorar. Se eu quisesse vida real, lia o jornal. O que eu não faço, porque suja o dedo e é muito chato.

Mas enfim. Elas brigaram. E a cadela já havia brigado com minha outra queridinha, Milena. E a desculpa da cadela é sempre a mesma: todo mundo tem inveja dela. As demais loiras da casa assinam embaixo. Todo mundo tem inveja delas três. Mas eu nunca vi elas dizerem POR QUE as pessoas teriam inveja delas. Porque eu não vejo nada de invejável ali, absolutamente. Em nenhuma delas.

E é por isso que eu odeio esse argumento e as pessoas que usam esse argumento: "fulano me trata mal porque tem inveja de mim". "Eu sempre sofri muito na vida porque as pessoas tinham inveja de mim e me boicotavam". "Não fui promovido porque o chefe tinha inveja de mim". Inveja, pra mim, é conversa pra boi dormir.

TODAS as vezes que ouvi esse tipo de coisa foi de gente:
a) chata pra caralho
b) burra pra caralho
c) incompetente pra caralho
d) vazia pra caralho

E que não tinham amigos nem progrediam na vida por uma dessas razões. Só isso, mais nada. Nenhuma pessoa realmente legal se incomoda ou se sente alvo de inveja. Pelo menos, não nenhuma que eu conheça.

Por isso eu acho que essa coisa de inveja foi a desculpa mais conveniente que já inventaram para as pessoas continuarem sendo péssimas pessoas e botarem a culpa nos outros.

E por isso eu acho mesmo que a Fran devia quebrar a cara da cadela*. Fez a fama, deita na cama. Quero ver a cadela dizer que alguém tá com inveja da cara amassada dela.

* Mas só depois que ela ganhar o programa, senão é eliminada. Por enquanto, ela podia só jogar as roupas todas da outra na cândida e as maquiagens na piscina.

6 comentários:

kellen disse...

achei ótima a idéia de jogar a maquiagem da bruaca na piscina. tou do lado da fran também!

Thiago Padula disse...

Não entendo porque existem faculdades de psicologia e outros estudos da mente, se todos os problemas do mundo se resumem a:

a)É inveja de mim;
b)Ele é veado;
c)Ela precisa mesmo é ser comida

mocotoleta disse...

Nossa concordo plenamente com vcs.
muito melhor conviver com pessoas que gostem da gente, mas to andando p/ quem naum gosta, naum sabem o que estam perdendo...kkkkkk!

Beijinhos.

Momento Descontrol disse...

Padula, psicologia de busão rulez. mas provavelmente a gente só diz isso porque deve estar com inveja dos psicólogos.

isa disse...

Ah Su, nossa teoria de que a Volda tinha inveja de nossa juventude era válida (e não éramos burras, nem chatas, nem nada). Afinal, o que mais ela poderia invejar na gente para ser tão pau no cu? Ela era loira, linda, rica e inteligente. Só podia ser a nossa juventude... :P

Suzana disse...

Ou ela podia ser pau no cu simplesmente pelo prazer de ser. A maturidade me fez enxergar isso.